Notícias Fecomercio

24 de agosto de 2018

Setor de serviços perde 410 mil empregos entre 2015 e 2016


Segundo o IBGE, serviços profissionais, administrativos e complementares contribuíram para resultado

O setor de serviços não financeiros tinha mais de 1,3 milhão de empresas ativas no País em 2016, o que gerou uma receita líquida de R$ 1,5 trilhão e foi responsável pela ocupação de 12,3 milhões de pessoas, conforme os dados divulgados nesta sexta-feira (24) na Pesquisa Anual de Serviços (PAS) 2016, que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No entanto, como consequência da crise econômica, o estudo identificou 410.489 postos de trabalho a menos do que em 2015, o que representa uma queda de 3,2%.

O segmento que mais contribuiu para esses resultados foi o de serviços profissionais, administrativos e complementares, que possuía maior participação de ocupação, e que fechou entre 2015 e 2016 com recuo de 3,5% no número de postos de trabalho.

Voltar para Notícias